O Antagonista

Predador gigante mais antigo que os dinossauros é descoberto na Namíbia

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 04.07.2024 17:41 comentários
Mundo

Predador gigante mais antigo que os dinossauros é descoberto na Namíbia

Este grande predador habitava os pântanos do supercontinente Gondwana há cerca de 280 milhões de anos.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 04.07.2024 17:41 comentários 2
Predador gigante mais antigo que os dinossauros é descoberto na Namíbia
Predador gigante mais antigo que os dinossauros é descoberto na Namíbia. Foto: Alehunter78

A descoberta recente na Namíbia do fóssil de predador tetrápode, denominado Gaiasia jennyae, está abrindo novos caminhos para o entendimento do panorama evolutivo muito antes da era dos dinossauros.

Este grande predador, que habitava os pântanos do supercontinente Gondwana há cerca de 280 milhões de anos, surpreendeu cientistas de todo o mundo com suas características peculiares e impressionantes.

Com uma cabeça que possuía quase 60 centímetros, este exemplar tinha um crânio comparável a um assento sanitário e uma mandíbula equipada com enormes dentes afiados.

Esse formato em particular sugere uma técnica de emboscada para captura de suas presas, muito embora fosse de natureza relativamente lenta.

Como Gaiasia jennyae muda o que sabemos sobre o Permiano?

Identificado em uma região ao sul do Trópico de Capricórnio, Gaiasia jennyae se destaca tanto pela sua morfologia quanto pela localização de seu achado.

Enquanto estudos anteriores focavam nas amostras encontradas nos antigos pântanos equatoriais da Europa e América do Norte, essa nova descoberta no sul do supercontinente Gondwana desafia entendimentos anteriores sobre a evolução dos tetrápodes nesse período.

Onde foi encontrado o fóssil do predador mais antigo que os dinossauros

A importância dessa descoberta só aumenta ao considerarmos sua procedência.

Situada quase no mesmo nível que a Antártida atual, a área era uma mistura de pântanos e geleiras durante o Permiano.

O nome da espécie faz homenagem a Jenny Clack, uma paleontóloga reconhecida pela especialização na evolução dos tetrápodes.

Tal reverência destaca a influência significativa de Clack no campo paleontológico.

Importância da descoberta para o entendimento do Ecosistema Pré-Histórico

As descobertas em paleontologia frequentemente lançam luz sobre os mistérios do passado terrestre, e Gaiasia jennyae não é uma exceção.

Através de estudos aprofundados, os pesquisadores conseguiram equiparar suas características únicas com outras espécies pertencentes aos primeiros tetrápodes, ampliando assim nosso entendimento sobre as condições ecológicas da era pré-dinossauros.

Claudia Marsicano, uma das cientistas envolvidas na pesquisa e representante da Universidade de Buenos Aires, frisa o potencial revolucionário deste achado.

A detecção de um animal tão primitivo ainda dominante nas épocas subsequentes aponta para uma complexidade e dinâmica no processo evolutivo muito maior do que o previsto.

Concluindo, enquanto Gaiasia jennyae é apenas uma espécie dentre muitas que habitavam a Terra há milhões de anos, sua peculiaridade e origem fornecem peças vitais para o quebra-cabeça da história natural do nosso planeta, sugerindo caminhos alternativos na evolução dos grandes predadores e refazendo teorias estabelecidas sobre os percursos da vida na Terra.

Mais Lidas

1

Governo Lula vai gastar R$ 1 milhão em trajes ‘anti-8 de janeiro’

Visualizar notícia
2

Diante de nova derrota, Fazenda estuda compensação por desoneração

Visualizar notícia
3

Bombardeiros russos e chineses interceptados pela OTAN no Alasca

Visualizar notícia
4

Revendo a revisão de gastos

Visualizar notícia
5

Se o Brasil é Gaza, como disse Lula, quem seria o nosso Hamas?

Visualizar notícia
6

Eleição em Campo Grande opõe ex-ministros de Bolsonaro

Visualizar notícia
7

Hamas dispara de área humanitária e atinge escola da UNRWA

Visualizar notícia
8

Câmara dos EUA cria força-tarefa para investigar atentado contra Trump

Visualizar notícia
9

Saúde retomará megalicitação de R$ 840 mi com riscos de superfaturamento

Visualizar notícia
10

Prévia da inflação oficial surpreende e sobe mais que esperado

Visualizar notícia

Assine nossa newsletter

Inscreva-se e receba o conteúdo do O Antagonista em primeira mão!

Tags relacionadas

dinossauro fóssil monstro do Lago Ness nova espécie de dinossauro predador
< Notícia Anterior

FLUMINENSE X INTERNACIONAL: Horário e onde assistir

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

'Doutor Bumbum' é condenado a 3 anos em SP

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Angelo Sanchez

2024-07-10 13:07:47

A cabeça dele está dentro do barco, por isto é que não dá pra ver.


Luiz Filho

2024-07-08 10:27:41

Falta um desenho que mostre o fóssil. Uma foto de um bote e árvore?


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

“Este é o discurso que Joe Biden deveria ter feito há um ano”

“Este é o discurso que Joe Biden deveria ter feito há um ano”

Alexandre Borges
25.07.2024 10:03 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais um membro da elite russa "cai da janela"

Mais um membro da elite russa "cai da janela"

25.07.2024 09:41 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Japão cobra 4x mais para turistas em restaurantes

Japão cobra 4x mais para turistas em restaurantes

25.07.2024 09:38 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Descoberta incrível: Dragões-de-Komodo e os dentes de ferro

Descoberta incrível: Dragões-de-Komodo e os dentes de ferro

25.07.2024 09:14 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.