O Antagonista

Sony paga R$ 7 bilhões por direitos musicais do Queen em acordo histórico

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 22.06.2024 18:03 comentários
Entretenimento

Sony paga R$ 7 bilhões por direitos musicais do Queen em acordo histórico

O histórico acordo entre a banda britânica Queen e a Sony Music Entertainment envolve a impressionante soma de US$ 1,27 bilhões

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 22.06.2024 18:03 comentários 0
Sony paga R$ 7 bilhões por direitos musicais do Queen em acordo histórico
Reprodução

Recentemente, a indústria musical foi sacudida por um acordo histórico envolvendo a banda britânica Queen. A Sony Music Entertainment adquiriu os direitos das músicas da banda por uma soma impressionante de US$ 1,27 bilhões, aproximadamente R$ 7 bilhões, estabelecendo um novo recorde no mercado de catálogos musicais.

Este valor não só ultrapassa, mas mais que dobra o montante anteriormente pago pelo catálogo de Bruce Springsteen, que foi de US$ 550 milhões. Este movimento da Sony destaca o valor duradouro e a atração inabalável que as canções do Queen continuam a exercer globalmente.

Por Que o Catálogo do Queen Vale Tanto?

Os hits do Queen, como “We are the Champions” e “We Will Rock You”, são mais do que apenas músicas; eles se tornaram hinos globais. Eles são regularmente tocados em eventos diversos, desde casamentos até eventos esportivos, permeando diferentes gerações e culturas. Essa ubiquidade não apenas garante uma receita constante de direitos autorais, mas também sublinha a capacidade dessas músicas de transcender o tempo e as tendências.

Como a Sony Pode Monetizar Esse Mega Investimento?

Além de ganhar com as reproduções contínuas, a aquisição dos direitos abre diversas portas para a Sony. De acordo com Jem Aswad, editor executivo de música da Variety, a empresa agora poderá explorar essas canções através de novas coletâneas, remasterizações e até espetáculos inspirados nas obras do Queen. Tendo acesso ao arquivocompleto da banda, a possibilidade de reinventar ou reintroduzir o material ao mercado é vasta.

Os Direitos de Name and Likeness

Um aspecto interessante deste acordo é o direito de “name and likeness”, que permite à Sony utilizar a imagem e o nome da banda em diversos formatos, incluindo potenciais musicais da Broadway e edições especiais. Isso não apenas adiciona uma camada de valor comercial, mas também mantém a imagem da banda ativamente presente no cenário cultural.

A decisão de vender os direitos musicais pode parecer drástica, mas para os membros da banda, muitos dos quais já estão pensando em seu legado e estabilidade financeira futura, este acordo com a Sony apresenta uma excelente oportunidade de capitalização imediata. Segundo Aswad, “é a melhor proposta de mercado que poderia aparecer para essas bandas”, permitindo-lhes resolver questões financeiras e de direitos de imagem de uma maneira altamente lucrativa.

Portanto, este acordo não apenas redefine o valor financeiro do catálogo de uma banda icônica como o Queen, mas também sinaliza uma nova era de estratégias de aquisição e gestão de direitos musicais na indústria, prometendo novas abordagens para a exploração de legados musicais em um mundo cada vez mais orientado pela multimídia e pela tecnologia.

Mais Lidas

1

"O melhor antídoto para a ideologia 'woke' é conhecer a verdade"

Visualizar notícia
2

Biden desiste da campanha à presidência dos EUA

Visualizar notícia
3

Lula aplaudirá banho de sangue prometido por Maduro, diz Mourão

Visualizar notícia
4

Crusoé: Os crimes da areia

Visualizar notícia
5

Memes de Haddad atacam coração da política econômica petista

Visualizar notícia
6

Israel intercepta míssil lançado pelos Houthis no Iêmen

Visualizar notícia
7

Bolsonaro teve 6 encontros com suposto informante da Receita

Visualizar notícia
8

Lulopetismo faz do Brasil um anão diplomático cada vez menor

Visualizar notícia
9

Crescem indícios de que chefe militar do Hamas foi morto, dizem FDI

Visualizar notícia
10

Campanha de Trump já se prepara para Kamala Harris

Visualizar notícia

Tags relacionadas

direitos musicais queen Sony
< Notícia Anterior

Justin timberlake faz primeiro show após ser preso e emociona

22.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Noiva em Chamas: Vestido pega fogo durante casamento. Veja

22.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Vídeo: Mari Gonzalez e Bel Marques cantam juntos em Fortaleza

Vídeo: Mari Gonzalez e Bel Marques cantam juntos em Fortaleza

21.07.2024 16:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Wanessa Camargo homenageia Dado Dolabella

Wanessa Camargo homenageia Dado Dolabella

21.07.2024 16:07 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Halo é cancelada pela Paramount+

Halo é cancelada pela Paramount+

21.07.2024 16:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Conheça "Estrela da Casa", novo reality da TV Globo

Conheça "Estrela da Casa", novo reality da TV Globo

21.07.2024 15:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.